sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

BARCO DE HONG KONG VENCE QUARTA ETAPA DA VOLVO OCEAN RACE 2017-18 E FAZ A FESTA EM CASA.


O barco Team Sun Hung Kai / Scallywag foi o vencedor da quarta etapa da Volvo Ocean Race 2017-18, prova disputada entre Melbourne (Austrália) e Hong Kong. A equipe 'da casa' completou, nesta sexta-feira (19), o percurso de quase 6 mil milhas náuticas em 17 dias, 4 horas e 30 minutos. 


A equipe, comandada pelo australiano David Witt, teve de se superar para ficar com o primeiro lugar e fazer a festa dos fãs locais na chegada. Durante o percurso, a tripulação viveu o drama com a queda do também australiano Alex Gough ao mar após uma manobra. O velejador foi resgatado em poucos minutos sem arranhões e o Team Sun Hung Kai / Scallywag acelerou para fechar em primeiro.

''A gente tinha um plano e fizemos o planejado. Algumas vezes dá certo, outras não. Dessa vez deu!'', disse o comandante David Witt. ''Fomos a última equipe a entrar na disputa e leva mais tempo pra gente saber como as coisas funcionam. Todas as equipes precisam de confiança e nessa etapa conseguimos com decisões acertadas. O objetivo é continuar a melhorar".

A equipe de Hong Kong acelerou para a vitória após a passagem pela calmaria dos Doldrums. Antes praticamente todas as equipes estiveram na frente por pelo menos algumas horas. Na reta final, o Team Sun Hung Kai / Scallywag adotou o modo invisível para tentar evitar um ataque dos adversários.

"Fiquei realmente impressionado com a maneira como corremos nos últimos dois dias. Tivemos uma liderança bastante grande e, em seguida, sem culpa nossa, cerca de dois terços dela perdemos'', contou David Witt.

O resultado da etapa quatro deve embolar o campeonato, já que o Dongfeng Race Team deve ser o segundo colocado ainda nesta sexta-feira (19). Com isso, o barco chinês diminuirá em pelo menos três pontos a vantagem do MAPFRE, atualmente o quinto na etapa. Hoje a vantagem espanhola está em seis.

Depois de Vestas 11th Hour Racing e Dongfeng Race Team, o próximo a cruzar a linha de chegada será o team AkzoNobel. da brasileira Martine Grael. 

ARQUITETOS VOLUNTÁRIOS REVITALIZAM CASA DE APOIO A CRIANÇAS E JOVENS COM CÂNCER.


A Casa Ronald McDonald ABC, que hospeda crianças e jovens com câncer, em Santo André, já iniciou suas obras de revitalização, uma iniciativa do Clube & Casa Design em parceria com a Associação Projeto Crescer do ABC e voluntários do Rotary Club Santo André. 

Este é o segundo ano em que o Clube & Casa Design adota uma instituição para revitalização completa. Participam da parceria cerca de 80 lojas do segmento de decoração e arquitetura do Grande ABC e São Paulo – e 30 escritórios de arquitetura e design de interiores, além de quatro empreiteiras.

Segundo o presidente da Casa Ronald McDonald ABC Nelson Tadeu Pereira, o espaço necessitava há tempos desta revitalização. “A reforma permitirá oferecer melhor conforto e qualidade de vida aos hóspedes e visitantes do Casa Dia que fazem tratamento na Pediatria Oncológica da FMABC - Faculdade de Medicina ABC. A Casa, com certeza, ficará mais acolhedora e bonita”.

As obras começaram pelo subsolo e apesar de já possuir materiais para esse andar, a instituição ainda precisa de muitos outros itens, principalmente para a reforma dos quartos. Por isso, tanto a adesão de novos parceiros, quanto doações são essenciais para a continuidade do projeto, que tem como responsáveis os arquitetos Vitor Martinelli Gomes (Let Project) e Fabiana Reis (Clube Casa & Design). 

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 4433-4490 ou pelo e-mail relacionamento@casaronaldabc.org.br . A Casa Ronald McDonald ABC atualmente atende 23 hóspedes de zero a 20 anos de idade, acompanhados por um responsável, que vêm dos mais diversos lugares do País em busca de tratamento para o câncer e contam com hospedagem, alimentação, transporte e apoio psicossocial gratuitos durante toda a sua estadia.

FEIMEC 2018 VAI IMPULSIONAR RETOMADA DO SETOR DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS.

O ano de 2018 deve representar a retomada do crescimento da indústria de máquinas e equipamentos depois de anos consecutivos de perda de faturamento. Na avaliação da ABIMAQ - Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, mantidas as condições favoráveis – avanço das reformas, manutenção da taxa de juro baixa e oferta de crédito –, o aumento deve ficar entre de 5% e 8%.

Em conjunto com a Informa Exhibitions, a entidade se prepara para realizar a segunda edição da FEIMEC – Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos (24 a 28 de abril, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center). O evento, consolidado como o maior e mais completo evento do setor na América Latina, vai representar o início da temporada dos negócios anuais da indústria de bens de capital mecânicos e confirmar a previsão de crescimento da ABIMAQ.

O que pensam as empresas?

Faltando três meses para a abertura, a FEIMEC 2018 está com praticamente 100% da área de exposição comercializada e vai reunir mais de 300 expositores, que representam 700 marcas nacionais e internacionais dos mais diversos segmentos ligados à cadeia produtiva.

Empresas expositoras confirmam que a FEIMEC 2018 acontece num ótimo momento da economia e confiam na capacidade do evento para expandir seus negócios. Matheus Ruocco, da IPG Photonics – desenvolvedora e fabricante mundial de lasers e amplificadores de fibra de alto desempenho para diversos segmentos –, destaca a melhora nos números da indústria em todo o País desde o segundo semestre de 2017, e acredita que a FEIMEC 2018 será a feira de maior expressão do segmento de máquinas neste ano.

Quem também notou os primeiros sinais de recuperação econômica foi a Junker. De acordo com o diretor da empresa no Brasil, Dirk Huber, o Grupo registrou crescimento de 30% em 2017, considerando todas suas marcas: Junker, Zema, Zselics, LTA e Flexifer. “Apostamos numa boa movimentação do setor, principalmente no primeiro semestre, por ser um ano de Copa do Mundo e eleições presidenciais. A feira vem, assim, no melhor momento do ano. Esperamos que ela abra a possibilidade de realizarmos bons negócios ao longo de 2018”, projeta.

Outra grande empresa que aposta na retomada do crescimento em 2018 é a Tyrolit, uma das maiores fabricantes de ferramentas abrasivas e superabrasivas do mundo. “Mesmo com o cenário econômico adverso dos últimos anos conseguimos sustentar a nossa trajetória de crescimento no País. Nossa expectativa é de um crescimento ainda mais consistente caso a economia mantenha o processo de recuperação em 2018”, estima Eduardo Saltini, SBU1/Trade Manager da Tyrolit do Brasil. Para ele, a FEIMEC será uma oportunidade de se aproximar ainda mais dos clientes atuais, mapear novas oportunidades de negócios e ampliar a capilaridade e presença territorial da empresa.

Para a Romi, patrocinadora e expositora desde a edição inaugural, a feira é um dos principais eventos para apresentar suas novidades ao mercado. “Receberemos cada cliente com todo o conforto que ele merece, reforçando o padrão de atendimento que nós buscamos sempre oferecer”, adianta Luiz Cassiano Rando Rosolen, diretor-presidente da Romi.

O otimismo é compartilhado por Éd Pinharbel Silvério, gerente de Vendas e Marketing para América Latina da Rod-Car, um dos principais fabricantes do mundo de rodas e rodízios, carrinhos, containers aramados e rack metálicos para indústria automotiva, entre outros produtos. “Para o próximo ano, visualizamos um cenário extremamente positivo, quando prosseguiremos com nossos investimentos em máquinas e automações em nosso setor produtivo, capacitação de profissionais e com nossas metas de crescimento em dois dígitos anuais”, garante.

Silvério estima que a FEIMEC vá proporcionar ótimas oportunidades de parcerias com novos clientes e maior aproximação com os atuais parceiros comerciais. “Aproveitaremos para apresentar nossa linha completa de produtos de uma maneira mais intensificada, demonstrando nossas mais variadas soluções para movimentação de materiais”.

Setores

Para atender as demandas de toda a cadeia produtiva, a FEIMEC 2018 engloba os setores de máquinas e equipamentos, automação, controle e medição; ferramentas e dispositivos; solda e tratamentos de superfícies; máquinas-ferramenta; máquinas diversas; motores, acoplamentos, redutores e engrenagens; equipamentos para tratamento ambiental.

Contempla, ainda, fornos, estufas, caldeiras e tratamento térmico; válvulas, bombas, compressores e equipamentos hidráulicos e pneumáticos; fundição e forjaria; equipamentos para movimentação e armazenagem; bancos e agências de fomento, publicações técnicas e prestadores de serviço para a indústria de máquinas e equipamentos.

Além de reunir um amplo mix de expositores – entre eles, os principais âncoras do setor – a FEIMEC oferece conteúdo relevante com palestras e seminários para a atualização profissional, e conta com a parceria institucionai de mais de 50 entidades setoriais.

Serviço
FEIMEC – Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos
Data: 24 a 28 de abril de 2018, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
Horário: Das 10h às 19h (dia 28, das 9h às 17h)
Iniciativa: ABIMAQ - Associação Brasileira da Indústria de Máquinas
Promoção e organização: Informa Exhibitions
Patrocínio Oficial: Romi
Mais informações: www.feimec.com.br.

Primeira Página Assessoria de Comunicação e Eventos.

Leia> O Brasil Sobre Rodas.

Assista> TV Coisas de Agora.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

EMIRATES ASSINA ACORDO PARA AQUISIÇÃO DE ATÉ 36 AERONAVES A380 ADICIONAIS.

A Emirates Airline, com sede em Dubai, assinou um Memorando de Entendimento (MoU) para adquirir até 36 aeronaves A380 adicionais. O acordo foi assinado na manhã desta quinta-feira na sede da companhia aérea em Dubai, por Sua Alteza o Sheik Ahmed bin Saeed Al Maktoum, Presidente e CEO da Companhia Aérea e Grupo Emirates, e John Leahy, Diretor de Operações para Clientes da Airbus Commercial Aircraft. O compromisso é para 20 aeronaves A380 e uma opção para mais 16 a serem entregues a partir de 2020, no valor de US$ 16 bilhões de acordo com a lista de preços mais recente. 

Sua Alteza o Sheik Ahmed bin Saeed Al Maktoum, Presidente e CEO da Companhia Aérea e Grupo Emirates, e John Leahy, Diretor de Operações para Clientes da Airbus Commercial Aircraft, assinaram acordo para adquirir até 36 aeronaves A380 adicionais.

"Não fizemos segredo algum do fato de que o A380 tem sido um sucesso para a Emirates. Nossos clientes o adoram, e conseguimos utilizá-lo em diferentes missões em toda a nossa rede, o que nos proporciona flexibilidade em termos de autonomia e mix de passageiros", afirma o Sheik Ahmed. "Alguns dos novos A380 que acabamos de encomendar serão usados ​​como substituições da frota. Esta encomenda dará uma estabilidade à linha de produção do A380. Continuaremos trabalhando em estreita colaboração com a Airbus para melhorar ainda mais a aeronave e o produto a bordo, de modo a oferecer aos nossos passageiros a melhor experiência possível. A melhor parte desta aeronave é que a tecnologia e o espaço a bordo nos oferecem muito espaço para fazermos algo diferente com os interiores", complementa Ahmed.

"Gostaria de agradecer à Emirates e a Sua Alteza o Sheikh Ahmed, Tim Clark e Adel Al-Redha pelo seu apoio contínuo ao A380", afirma John Leahy, Diretor de Operações para Clientes da Airbus Commercial Aircraft. "Esta aeronave contribuiu enormemente para o crescimento e sucesso da Emirates desde 2008 e estamos muito satisfeitos por continuar desta forma. Esta nova encomenda destaca o compromisso da Airbus de produzir o A380 por pelo menos mais dez anos. Pessoalmente, estou convencido de que mais encomendas seguirão o exemplo da Emirates e que esta grande aeronave será fabricada até meados da década de 2030". 

Após a entrega do primeiro A380 em julho de 2008, a Emirates recebeu o seu 100º A380 em 3 de novembro de 2017 em Hamburgo, na Alemanha


O A380 é uma parte essencial da solução para um crescimento sustentável, aliviando o congestionamento de tráfego em aeroportos de grande movimento ao transportar mais passageiros com menos voos. O A380 é a melhor maneira de capturar o crescente tráfego aéreo mundial, que duplica a cada 15 anos. O A380 percorre 8.200 milhas náuticas (15.200 km) sem escalas e pode acomodar 575 passageiros em quatro classes.

A espaçosa e silenciosa cabine, além do voo suave e confortável tornaram o A380 a aeronave favorita dos passageiros atualmente, resultando em maiores fatores de carga onde quer que voe. O A380 é a maior aeronave do mundo, com dois andares de fuselagem larga, oferecendo assentos e corredores mais largos, além de mais espaço. O A380 possui a capacidade única de gerar receita, estimular o tráfego e atrair passageiros, que agora podem escolher especificamente o A380 ao reservar um voo pelo inovador site iflyA380.com.

Até agora, mais de 200 milhões de passageiros já aproveitaram a experiência única de voar a bordo de um A380. A cada dois minutos, um A380 decola ou aterriza em um dos 240 aeroportos do mundo que estão prontos para acomodar esta aeronave. Até o momento, 222 A380 foram entregues a 13 companhias aéreas.

JeffreyGroup Brasil. 

Leia> O Brasil Sobre Rodas.

Assista> TV Coisas de Agora. 

VENCEDOR DA QUARTA ETAPA DA VOLVO OCEAN RACE SERÁ DEFINIDO NA SEXTA-FEIRA.


A quarta etapa da Volvo Ocean Race será definida nesta sexta-feira (19) com a provável vitória do barco Sun Hung Kai / Scallywag. O time de Hong Kong tem vantagem de mais de 30 milhas náuticas para o segundo colocado nesta quinta-feira (18), que é o Dongfeng Race Team.

A perna tem quase 6 mil milhas náuticas e liga Melbourne, na Austrália, a Hong Kong, casa do Sun Hung Kai / Scallywag.

A equipe local usou na véspera o modo sigilo e ficou escondida por 24 horas. Agora outras três tripulações, incluindo a da brasileira Martine Grael (team AkzoNobel) estão invisíveis aos adversários. As outras são Team Brunel e Vestas 11th Hour Racing.

"Eu acho que foi legal para os nossos fãs a gente entrar no modo invisível! Eles teriam um ataque cardíaco se soubessem o quão perto estávamos do resto", disse Dave Witt, comandante do barco de Hong Kong.

Essa tática de sumir do mapa pode ser especialmente benéfica quando um barco tem a intenção de fazer um movimento diferente. Nesta quarta etapa, somente o Turn the Tide on Plastic e o MAPFRE preferiram não brincar de esconde-esconde.

"Sabíamos que os Doldrums seriam muito difíceis, mas não vamos fazer um drama por isso. Em algum momento algo poderia acontecer para nós, mas estamos muito felizes e nós somos uma equipe muito forte", disse Pablo Arrarte, do MAPFRE. A equipe espanhola deve ter sua vantagem de seis pontos na liderança diminuída.

A reta final terá passagens pelas ilhas do Estreito de Luzon, Taiwan e Filipinas. Aproximando de Hong Kong, o vento pode cair muito. Todas essas incertezas garantem que tudo ainda pode ocorrer na etapa quatro.

"Está ficando interessante", disse Simon Fisher, navegador da Vestas 11th Hour Racing. "Todo mundo está procurando oportunidades, a rota através das Filipinas e do Mar da China Meridional tem várias opções e algumas decisões importantes terão que ser feitas".

O ETA (tempo estimado de chegada) mais recente coloca os líderes chegando na tarde de sexta-feira.

Volvo Ocean Race.

Leia> O Brasil Sobre Rodas.

Assista> TV Coisas de Agora. 

COOP REPASSA R$ 163 MIL PARA FEDERAÇÃO DAS APAES.


Graças à ajuda e comprometimento de seus cooperados, a Coop – Cooperativa de Consumo acaba de repassar à Federação das APAEs do Estado de São Paulo (Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais) o valor de R$ 163.080,32, referente aos seus programas sociais Troco do Bem e Revista Coop dos meses de outubro, novembro e dezembro de 2017.

Desse montante, R$ 72.803,52 foram garantidos pelos leitores da Revista Coop, já que metade do valor de venda de cada exemplar, descontados os impostos, é dirigida à Federação. O valor restante, R$ 90.276,80, é o resultado da doação de pequenas quantias (moedas) de cooperados e clientes ao Programa Troco do Bem.

Desde meados de 2010, quando teve início esse compromisso da Coop, já foram repassados para a Federação das APAEs do Estado de São Paulo mais de R$ 2,3 milhões, cujo valor é empregado na melhoria da qualidade de vida de cerca de 3 mil assistidos pelas unidades da APAE instaladas nas cidades onde a Cooperativa mantém lojas.

Atualmente, a Coop é considerada a maior Cooperativa de Consumo da América Latina, possui 1,7 milhão de cooperados, mais de 5,9 mil colaboradores diretos, 31 unidades, sendo 23 no Grande ABC, uma em Piracicaba, três em São José dos Campos, duas em Sorocaba e duas em Tatuí, além de três postos de combustíveis e 14 drogarias de rua. Por ser uma cooperativa, oferece vários benefícios para quem é cooperado, como cursos gratuitos para promover o aumento de renda dos participantes.

MP & Rossi Comunicações.

Leia> O Brasil Sobre Rodas.

Assista> TV Coisas de Agora. 

DASSAULT SYSTÈMES E TOYOTA MOTOR EUROPE COLABORAM PARA A PRÓXIMA GERAÇÃO DO MARKETING DIGITAL.

A Dassault Systèmes e a Toyota Motor Europe (TME) anunciam a assinatura de contrato de três anos de colaboração no processo de produção digital para criação de soluções de marketing digital de próxima geração para todos os lançamentos de novos automóveis na Europa da marca Toyota. As soluções incluem conteúdo localizado e personalizado, visando consumidores que buscam novas e personalizadas experiências durante a compra de um carro.

Com a solução de experiência industrial "Virtual Garage", da Dassault Systèmes, a Toyota aproveitará os aplicativos de visualização de ponta da 3DEXCITE durante os processos de produção automatizada e integrada dos ativos de marketing digital. Com isso, a fabricante automotiva consegue utilizar seus dados de engenharia para criar recursos de alto impacto, por meio de representações virtuais dos veículos que expõem temas emocionais de marca e produto de acordo com o seu público-alvo.

Graças aos processos automatizados de produção dos ativos de ponta a ponta, os consumidores têm acesso a folhetos demonstrativos, conteúdos de vídeo online, configuradores web, assim como recursos de novos modelos ou cores de veículos que podem ser localizados pelas preferências de mercados específicos ou personalizados para os gostos individuais dos clientes, incluindo praticamente quaisquer requisitos de produto dos clientes, em alta qualidade, com consistência e precisão.

A tecnologia digital influencia cada vez mais como os consumidores realizam suas compras. E, com isso, a indústria automotiva busca alavancar essa tendência para se conectar mais e engajar seus consumidores com mais proximidade. Não importa se os clientes estão explorando os veículos pela primeira vez ou se aproximando de uma decisão de compra. Eles querem se inspirar, com acesso à informação correta na ponta dos seus dedos.

"Na Toyota Motor Europe estamos constantemente aprimorando nossa abordagem com foco nos consumidores e reconhecemos que um processo de produção de ativos digital enxuto e flexível é fundamental para suportar a customização em massa", afirma Alex Carnazza, Gerente, Conteúdo da web e folhetos, Marketing Communications, da Toyota Motor Europe. "A visão da Dassault Systèmes nos permite preparar uma estratégia digital robusta com o objetivo de obter uma vantagem competitiva em termos de custos, tempo, qualidade, escalabilidade, integração e agilidade ao produzir ativos de marketing digital", diz.

"A Dassault Systèmes está ajudando a Toyota Motor Europe a conectar dados, pessoas e ideias para criar engajamento e emoção com os consumidores já no início da experiência de compra", afirma Olivier Sappin, Vice-presidente da indústria de transporte & mobilidade da Dassault Systèmes. "Para o futuro, trabalharemos com a Toyota Motor Europe para explorar como a plataforma 3DEXPERIENCE pode trazer valor adicional e enriquecer ainda mais essas experiências únicas através de serviços e soluções presenciais".


quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

PRIMEIRO ESPAÇO DE JOGO DE REALIDADE VIRTUAL EM EQUIPE CHEGA AO BRASIL.


Recém chegado da França, Virtual Room traz novidades para o mercado de VR brasileiro

Virtual Room chega ao Brasil com um conceito inédito de jogo, uma evolução dos Escape Games existentes, que utiliza a realidade virtual para levar jogadores a ambientes totalmente imersivos e colaborativos. Além de jogo exclusivo, desenvolvido pela própria empresa, ele traz para esse mercado tecnológico a cooperação e a interação entre os participantes em um mesmo jogo. Observação, comunicação e trabalho em equipe são essenciais para decifrar os enigmas e coletar a maioria dos dados para que a equipe consiga concluir o desafio.

Criado na França em Janeiro de 2017, já é sucesso nos Estados Unidos, Bélgica, Suíça, em Singapura e na Austrália, chegando agora a vez do Brasil de mergulhar nesse universo. Localizado em São Paulo no bairro do Jardins, o Virtual Room possui 8 cabines individuais, com 9m² cada. Os equipamentos utilizados são os melhores do mercado, os óculos HTC Vive, munidos do conforto de revestimento em couro, fones de ouvido externos e microfones embutidos. A novidade e exclusividade da unidade brasileira é tratar-se do primeiro Virtual Room no mundo a prever acessibilidade, possuindo cabine exclusiva para cadeirantes.  

Indicado para pessoas de 12 a 72 anos, o jogo é ideal para, além do lazer e do entretenimento em grupo, a realização de team building, treinamento, recrutamento e seleção, dinâmicas de grupo, eventos corporativos, laboratório de idiomas e celebrações de todos os tipos. No Virtual Room, uma sala vazia torna-se um mundo paralelo onde equipes compostas de 2, 3 e 4 jogadores viajam pelo tempo e espaço. O objetivo é resgatar a Equipe Alfa, responsável por uma exploração temporal corretiva, que desapareceu. Sendo assim, o jogador deverá visitar épocas históricas em 5 dimensões diferentes e resolver os enigmas e desafios para, junto com os seus colegas de equipe, salvar a humanidade.

No próximo dia 23 de janeiro acontecerá a inauguração oficial do espaço no Brasil, com um coquetel para convidados ligados ao setor. Mas já está aberto ao público desde o início do mês. Para jogar, é preferível que se faça a reserva através do telefone, e-mail ou no local, para evitar algum tipo de espera. Com uma equipe de Game Masters altamente preparada para receber e orientar os jogadores, o Virtual Room pretende criar as melhores e mais incríveis experiências de realidade virtual em equipe ao público.             

Assista o breve vídeo da experiência




REGIÃO SUDESTE DEVE PRODUZIR MAIS DA METADE DO AÇÚCAR E ETANOL DO PAÍS NA SAFRA 2017/2018.

São Paulo e Goiás devem ter as maiores produção e área plantada enquanto Bahia e Minas devem ficar com a maior produtividade.

O Boletim do Setor Sucroalcooleiro do Ceper/Fundace, que analisa os dados divulgados em dezembro de 2017 pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) referentes à estimativa dos indicadores de produção de cana de açúcar e açúcar e etanol para a safra 2017/2018 mostra que as regiões Sudeste e Centro-Oeste devem apresentar maiores volume de produção, produtividade e área plantada de cana de açúcar.

Já entre os estados, a expectativa é que São Paulo e Goiás registrem maiores produção e área plantada, enquanto Bahia e Minas Gerais devem ficar com a maior produtividade.

A região Sudeste destaca-se por produzir quase três quartos do açúcar brasileiro devido, principalmente, ao desempenho do estado de São Paulo. Pelo mesmo motivo, a região também lidera a produção de etanol. Neste item, espera-se que a região produza mais da metade (57%) do que for produzido na safra 2017/18.

São esperadas quedas nas produções das regiões Sul e Sudeste, o que deve levar a uma retração de 3,28% da produção nacional. Já a área plantada deve sofrer redução de 3,43% em nível nacional, devido à queda esperada para todas as regiões do país visto que alguns produtores optaram por cultivar outros produtos nesta safra.

Ao longo de todo o período analisado – desde a safra 2005/2006 –, com exceção da safra 2015/16, a região Sudeste sempre foi a mais produtiva. Na próxima safra, porém, o Sudeste deve registrar produtividade sutilmente inferior (-0,3%) em comparação com 2016/17 e 4,7% menor em relação à safra 2015/16.

No País, espera-se leve crescimento da produtividade na comparação com a safra anterior (0,15%). Uma das causas para isso é o envelhecimento das lavouras. Já em relação à safra 2015/16, o Brasil deve registrar queda considerável (-5,4%) devido às menores produtividades do Sudeste e do Centro-Oeste.

É esperada queda na produção de etanol (total) na região Sudeste e no Brasil. Especificamente, espera-se aumento da produção nacional de etanol anidro, que é misturado à gasolina, e queda da produção nacional de etanol hidratado em decorrência de um maior consumo da gasolina em detrimento do etanol hidratado.

A destinação de cana-de-açúcar para a produção de açúcar deve aumentar na próxima safra em relação à safra anterior e a produção de açúcar em São Paulo, no Sudeste e no Brasil deve ser a maior dos últimos anos, com um acréscimo de 2% em relação à safra anterior.

Ceper – O Centro de Pesquisa em Economia Regional foi criado em 2012 e tem como objetivo desenvolver análises regionais sobre o desempenho econômico e administrativo regional do País. Sua criação reúne a experiência de diversos pesquisadores da FEA-RP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto) da Universidade de São Paulo em pesquisas relacionadas ao Desenvolvimento Econômico e Social em nível regional, a análise de Conjuntura Econômica, Financeira e Administrativa de municípios e Gestão de Organizações municipais, entre outros. A iniciativa de criação do Centro foi dos pesquisadores Rudinei Toneto Junior, Sérgio Sakurai, Luciano Nakabashi e André Lucirton Costa, todos da FEA-RP/USP. Os Boletins Ceper têm o apoio do Banco Ribeirão Preto, Stéfani Nogueira Incorporação e Construção, São Francisco Clínicas, Citröen Independance, Ribeirão Diesel e CM Agropecuária e Participações.

Fundace – A Fundação para Pesquisa e Desenvolvimento da Administração, Contabilidade e Economia (Fundace) é uma instituição privada sem fins lucrativos criada em 1995 para facilitar o processo de integração entre a FEA-RP e a comunidade. Oferece cursos de pós-graduação (MBA) e extensão em diversas áreas. Também realiza projetos de pesquisa in company além do levantamento de indicadores econômicos e sociais nacionais regionais.

OPA Assessoria em Comunicação.

Leia> O Brasil Sobre Rodas.

Assista> TV Coisas de Agora. 

UNIVERSIDADE FRANCESA OFERECE BOLSA PARA MESTRADO E DOUTORADO.

A Université de Fanche-Comté lançou o seu edital de candidatura para as bolsas de estudos Victor Hugo. Os estudantes interessados têm até o dia 31 de janeiro de 2018 para enviar seus dossiês.


A bolsa é destinada a estudantes da América Latina (América Central, América do Sul e Caribe) de línguas portuguesa e espanhola e do Haiti que desejam estudar em uma das mais antigas universidades francesas: a Université de Franche-Comté, criada em 1423 pelo duque de Borgonha. 

Localizada próxima à fronteira com a Suíça, a UFC tem seu principal campus na cidade de Besançon, mas também está presente em mais 4 cidades da região. Com um enfoque pluridisciplinar, a universidade possui cursos que perpassam todos os grandes domínios acadêmicos.

A duração da bolsa é de um ano, entre julho de 2018 e junho de 2019, e é destinada a determinados programas de mestrado ou doutorado. Foram disponibilizados mais de 30 programas diferentes para o nível Master, com opções nas áreas de humanas, exatas e biológicas. 

Os benefícios incluem: as taxas de inscrição da universidade, um quarto individual na residência universitária, duas refeições por dia no restaurante universitário, a assinatura do serviço de internet durante 12 meses e também um curso intensivo de francês durante dois meses (julho e agosto) no CLA – Centre de Linguistique Appliquée de l’Université de Franche-Comté. 

Critérios para candidatura 

- Ter nacionalidade de um país da América Latina de língua espanhola ou portuguesa ou do Haiti.
- Morar em um destes países no momento da candidatura.                       
- Ter menos de 35 anos para o master (para o doutorado não há limite de idade).

O anúncio dos resultados será divulgado em abril. É possível encontrar mais informações sobre a bolsa e o formulário de candidatura neste link.

Outras oportunidades

As candidaturas para segundo e terceiro ano da graduação ou para mestrado em universidades francesas vão até o dia 28 de fevereiro. A França conta com um grande número de universidades públicas que cobram apenas taxas anuais, entre 200 e 400 euros, que estão entre as menores da Europa. Saiba mais aqui.

Além disso, existem mais de 200 programas de bolsa para os quais os brasileiros podem se candidatar. Neste catálogo, é possível pesquisar as bolsas disponíveis por nível e área de estudos.

Presente em mais de 110 países, Campus France é a agência governamental francesa responsável pela promoção do ensino superior, o acolhimento e a mobilidade internacional. A agência é ligada aos ministérios franceses da Educação e das Relações Exteriores. No Brasil, está vinculada ao Serviço de Cooperação e de Ação Cultural da Embaixada da França. A agência Campus France Brasil oferece orientação personalizada e gratuita aos interessados em estudar na França e também centraliza o procedimento de candidatura para grande parte das universidades do país europeu. Atualmente, conta com escritórios em São Paulo, Recife, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.